Policial militar mata juiz em briga de trânsito na Bahia

crime-homicidio-morte

Foi sepultado na tarde deste domingo (11), em Salvador, o corpo do juiz Carlos Alessandro Pitágoras Ribeiro, de 38 anos, substituto da Comarca de Camamu, sul da Bahia. Ele foi assassinado à queima-roupa por um policial militar em serviço neste sábado (10), após se envolver em uma briga de trânsito, nas proximidades do shopping Iguatemi, na capital baiana.

Conforme declarações do próprio policial, Daniel dos Santos Soares, lotado na 35ª Companhia Independente da PM, e confirmado por testemunhas, o PM teve o carro fechado pelo do juiz, que já teria descido do veículo com uma pistola 9mm em punho.

O soldado alegou que atirou na clavícula do magistrado na intenção de detê-lo, mas a vítima teria continuado, sendo baleada no abdômen. O PM solicitou socorro, mas quando a ambulância chegou o juiz já estava morto. Ribeiro integrava o Conselho Fiscal da Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB). O policial foi ouvido ainda no sábado e liberado para responder ao inquérito em liberdade.

fonte: g1


Tags: , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email

Comentários

  • JOSE MARQUES disse:

    RAPAZ, A COISA TÁ FEIA, PM MATANDO MAGISTRADO. AFF!!

  • lucas disse:

    ou seria PM se defedendo de magistrado??? não cabe a ninguém fazer juízo de circunstâncias do que realmente aconteceu…pra isso, existe o inquérito policial, juntamente ou não com a investigação perpetrada pelo Ministério Público….

  • gabriel disse:

    nao quero fazer o juizo…de uma situaçao que nao presenciei…mas “todos” estao dizendo que o policial assassinou o juiz…antes dele ser juiz ele é um cidadao e tem que ser comportar como tal…deixo uma pergunta no ar…o que quer um juiz apontando uma arma para um policial…o policial iria dizer por favor cidadao nao atire…

  • gabriel disse:

    nao quero fazer juizo…de uma situaçao que nao presenciei…mas “todos” estao dizendo que o policial assassinou o juiz…antes dele ser juiz ele é um cidadao e tem que ser comportar como tal…deixo uma pergunta no ar…o que quer um juiz apontando uma arma para um policial…o policial iria dizer por favor cidadao nao atire…

  • Ademir Vilas disse:

    O Promotor David Gallo se mostrou todo cheio de revolta pela morte do Juiz que”2º testemunha já desceu do teu carro com arma em punho na direção do PM”, o promotor afirma que vai colocar o Pm nas grades, Eu só espero que ele use o mesmo senso de justiça para fazer o mesmo com os colegas dele que atropelou o um motociclista na CAB e outro que matou um Vigilante dentro do Mercado sem contar o outro que deu mais de dez tiros em um rapaz no trânsito, Aconselho o Promotor David Gallo a investigar aqueles que desviam dinheiro público fazendo as pessoas passar por tantas dificuldades nos setores de saúde, educação e segurança já que ele acha que tem tanto poder, Dono do Mundo !, se ele é tão poderoso deveriam lutar para mudar o código penal do país, lutar para punir politicos corruptos, visitar as cádeias públicas e lutar pelos pequenos infratores isso é fazer justiça, não persegue o indefeso policial que tentou defender sua própria vida.