Bruno e Macarrão se entregam a Polícia do Rio de Janeiro

bruno-polinter

O goleiro Bruno do Flamengo e seu amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, entregaram-se na tarde desta quarta-feira na sede da Polinter, no Andaraí, na Zona Norte do Rio.

Eles chegaram acompanhados do chefe do Setor de Investigações da Polinter, Ricardo Wilke, da delegada Roberta Carvalho, titular da especializada, e de dois advogados, entre eles Michel Assef Filho. Na madrugada desta quarta-feira, a Justiça aceitou o pedido de prisão temporária de cinco dias expedido contra o jogador.

Um dos advogados disse que Bruno e Macarrão se apresentaram por livre e espontânea vontade, já que não foi apresentado nenhum mandado de prisão. O advogado disse ainda que Bruno está indignado, pois está sendo acusado de algo que não fez.

bruno-e-macarrao

Por volta das 18h30m, Bruno e Macarrão foram transferidos da Polinter para a Divisão de Homicídios (DH), na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, onde vão prestar depoimento. Estavam na Polinter o inspetor José Carlos Guimarães, da DH, e as delegadas Alessandra Wilke e Ana Maria Costa, da Delegacia de Homicídios de Contagem (MG), que investigaram o sumiço de Eliza Samudio.

Ao sair da Polinter, uma multidão gritava “Burro e assassino!” para o goleiro Bruno.

fonte: extra


Tags: , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email