General critica carreira militar para homossexuais

O general Raymundo Nonato de Cerqueira Filho, indicado a uma cadeira no Superior Tribunal Militar (STM), afirmou na quarta-feira na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado que os homossexuais que trabalham nas Forças Armadas devem procurar outra carreira fora dos quartéis.

militar

O militar afirma que a tropa se recusaria a seguir ordens de um oficial gay. A CCJ aprovou a indicação do general ao STM.

“O indivíduo não consegue comandar. A tropa fatalmente não vai obedecer. Isso está provado. Não é que o indivíduo seja criminoso, e sim o tipo de atividade. Se ele é assim, talvez haja outro ramo de atividade que ele possa desempenhar”, disse o general à reportagem. Segundo o jornal, Cerqueira Filho disse ainda que os gays estão presentes nos quartéis, mas eles só devem ser aceitos se mantiverem em segredo a opção sexual. A reportagem afirma também que o general apoiou a prisão dos ex-sargentos Laci Araújo e Fernando de Figueiredo, após assumirem, em 2008, manter uma relação.

Fonte:terra


Tags: , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (1 votos, média: 3,00 de 5)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email