Fundador da GOL é suspeito de ser mandante de crimes

gol-linhas-aereas

O empresário Nenê Constantino, fundador e presidente do Conselho de Administração da Gol, foi indiciado pela Polícia Civil do Distrito Federal sob a suspeita de ser o mandante de mais um homicídio e de uma tentativa de assassinato.

Por meio de nota, a defesa de Constantino alega que “os referidos inquéritos policiais não contêm qualquer indício que possa sustentar a conclusão a que chegou a autoridade policial”.

Há duas semanas, o empresário havia sido indiciado sob a acusação de ordenar a morte de Márcio Leonardo de Souza Brito, líder de um grupo de 60 famílias que ocupavam um terreno de uma empresa pertencente a Constantino, a viação Planeta. O crime ocorreu em outubro de 2001. Ele nega.


Tags: , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email