Ministro participa da marcha da maconha no Rio de Janeiro

Dessa vez não houve liminar que impedisse que a Marcha da Maconha fosse realizada no Rio de Janeiro: milhares de pessoas caminharam pela Avenida Vieira Souto, em Ipanema, na Zona Sul, na tarde deste sábado (9), para pedir a legalização da droga. O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, participou do movimento.

marcha maconha

“Hoje a guerra das drogas mata mais do que a overdose. Só a hipocrisia não vê isso”, gritou o ministro, sendo aplaudido e ovacionado por todos.

Segundo os organizadores, o protesto foi realizado em mais de 250 cidades do mundo, incluindo Berlim, Madri e França. Outras regiões do Brasil também participaram do evento. No Rio, os organizadores esperavam reunir, pelo menos, duas mil pessoas.

“Não é porque eu sou ministro que ia deixar de fazer o que eu acredito. Grande parte da violência que nós sofremos é por causa do tráfico. Usuário não pode ser tratado como criminoso”, completou Minc.

Fonte:g1


Tags: , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email

Comentários

  • José Garcia Júnior disse:

    Acho que o Sr. Carlos Minc não deve ter filhos, ou se tiver não se preocupa muito com a conduta deles Mais em se tratando do governo do Sr. Lula esse tipo e conduta vindo dos seu homens de confiança não nos assusta mais.

  • Felipe disse:

    No dia que os filhos dele tiverem roubando tudo que tem dentro da casa dele pra comprar drogas…..e agredindo os familiares, ele vai ver o que é bom pra tosse…aí manda ele participar de outra passeata dessa….

  • Douglas disse:

    Pelo amor de Deus!! Como tem gente ignorante nesse mundo! Se informem antes de opinar…

    Até onde as pessoas se permitirão ser influenciadas pela mídia, e tão somente pelo o que é mais relevante pro momento ou pro puro interesse do grande poder? Alguém dos que opinaram aqui, do fundo do coração, já pesquisou por si próprio qual é o real interesse da proibição da maconha na época em que foi proibida? Ou somente opina contra porque cresceu ouvindo os pais dizendo que os MACONHEIROS são vagabundos, violentos, matam policiais e cometem crimes para manter o seu vício? Se fosse assim, vocês acham que em países como a Holanda, Nova Zelandia (já estive neste país e presenciei uma passeata a favor da total legalização da maconha, em uma praça da cidade de Auckland, onde não houve nenhuma iniciativa por parte da polícia para impedir o uso, e até mesmo a venda de estufas durante a passeata), e outros países desenvolvidos, seria mesmo permitido o uso recreativo da planta? É mesmo justo julgar todo tipo de delinquente como “maconheiro”?

    Eu cresci ouvindo que a maconha torna a pessoa obsessiva, viciada, com sangue assassino, e que grande parte das violências são causadas por parte dos MACONHEIROS. Pelo amor de Deus, gente, vamos evoluir!! Depois que me tornei homem feito e segui com minha vida adiante, com uma vida de independência financeira, uma vida de grande aprendizagem, morando sozinho na mega metrópole de São Paulo, e logo depois morando no exterior, eu me dei conta de que todas essas crenças que estão enraizadas na mente das pessoas, não passam de estórias de bicho papão. Eu sou um usuário sim, e não tenho vergonha nenhuma disso. Hoje tenho a plena consciencia dos benefícios e malefícios que isso pode causar à minha vida, assim como aquele que gosta de beber socialmente também sabe dos “riscos” que corre, e o que me deixa triste é apenas o fato de ser considerado crime o plantio para o consumo pessoal. Quem gosta de tomar uma cervejinha de vez em quando, é considerado um drogado vagabundo? É claro que não! Pois saiba que o efeito que a maconha causa em nossa mente é bem similar ao efeito que o álcool nos causa. E nada mais que isso! Além do mais, é comprovado que os danos da maconha à saúde são menores que o cigarro e o álcool.

    Eu posso, com serenidade, me considerar um ser humano do bem, e de sorte. Aquele que, se preciso for, deixa de comer para alimentar a alguém que tem fome. Um homem honrado, satisfeito com a vida que leva, que tem uma filha linda, casado com uma mulher que me apóia em todas as decisões, nascido em uma família maravilhosa e unida. Uma pessoa que, como todo mundo, também passa por dificuladades as vezes, mas que ainda assim leva uma vida feliz, ainda que goste de acender um cigarrinho de maconha de vez em quando para relaxar e refletir sobre a vida; ou durante uma boa conversa com amigos, para filosofar, rir, etc. Conheço também donos de pousadas, de restaurantes, médicos, e muitas outras pessoas de personalidade incontestável, grandes amigos e conselheiros, que também usam de forma recreativa a planta, e no entanto tocam normalmente suas vidas com grande sucesso.

  • Anônimo disse:

    Pelo amor de Deus digo eu. Se a Holanda declarar que lá não é mais crime matar alguem, você vai sair matando as pessoas? Pelo amor de Deus digo eu, que leio um absurdo desses. Saiba Douglas, que aqui no Brasil é proibido, e é crime. Se você quer ser usuario de maconha, é bom que você procure um lugar que seja permitido. Nada contra você, apenas contra a sua opinião ridicula de achar que só por que paises ditos ‘mais desenvolvidos’ são a favor, não é garantido que esteja certo. Alem disso, maconha é uma droga, assim como tabaco e alcool mais ainda é. É uma droga que deixa as pessoas mediocres e ridiculas, que faz com que elas percam o controle do proprio corpo. EU SOU CONTRA. Se você não é, se mude para Holanda.