Garota é estuprada em UFAC e estudantes promovem protesto no campus

ufac

Estudantes da Ufac promoveram um protesto por mais segurança dentro do campus, na estrada Dias Martins, depois que uma aluna do 5º período de enfermagem foi espancada e abusada sexualmente por dois indivíduos, no final da tarde desta quinta-feira, 19, quando ela aguardava o ônibus para casa.

Empunhando cartazes, os estudantes saíram do bloco de ciências da saúde em direção a Reitoria para pedir que providências sejam tomadas com relação à integridade dos alunos.

Por ser uma instituição federal, é de competência da Polícia Federal fazer a segurança da unidade e não uma atribuição da Polícia Militar.

De acordo com o movimento estudantil, existem, inclusive, grupos de estudantes que são contra a entrada da PM no campus, porque estariam acostumados a usar entorpecentes e a praticar outros ilícitos de menor grau, em certas áreas do campus onde a presença de pessoas é quase nenhuma.

De acordo com a reitora Olinda Batista, câmeras de monitoramento estariam sendo instaladas. “Este trabalho, no entanto, ainda não está concluído”.

A estudante vítima do estupro, foi rendida por dois homens armados, colocada em um veículo e levada para as proximidades do Parque Zoobotânico, onde foi espancada e abusada, por volta das 18 horas. O local é também conhecido por “Vai quem quer”, por causa de sua característica de lugar deserto.

A vítima ainda não registrou queixa crime na Delegacia da Mulher. “Por não se caracterizar um crime de estupro de vulnerável, a polícia só poderá abrir inquérito se a estudante fizer a denúncia”, explica a delegada de Polícia Civil Áurea Dene, titular da Delegacia. O prazo para registrar o crime, no entanto, é de seis meses.

fonte: AGAZETA.NET


Tags: , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email