Corpo do atirador, Wellington Menezes, continua no IML

atirador-wellington-menezes-de-oliveira

O corpo do atirador Wellington Menezes de Oliveira, responsável pela morte de 12 crianças na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, permanece no Instituto Médico Legal (IML).

Até a manhã deste domingo (10), nenhum parente de Wellington esteve no instituto para liberar o corpo. Caso a família não faça isso em 14 dias, ele será enterrado como indigente no Cemitério de Santa Cruz.

O tempo normal de permanência no IML é de 72 horas, mas o diretor do órgão decidiu ampliar esse prazo por causa da comoção causada pelo caso.

fonte: Extra


Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email

Comentários

  • JORGE VIDAL disse:

    Não há ânimo nem palavras para comentar sobre coisa tão repugnante e odiosa ─ por ser algo concreto, e já ter tornado comum no nosso país ─ nos inúmeros casos que sistematicamente somos informados estar acontecendo ─; quando vidas de homens, mulheres e crianças são ceifadas de maneira torpe e hedionda. Sem que haja por parte da sociedade instrumentos legais (leis eficientes) que punam de maneira cabal os crimes cometidos, desestimulem a reincidência e que outros venham cometer esses mesmos crimes… Para entendermos um pouco mais sobre este assunto; sugiro a leitura do meu Blog sobre a dita MALDIÇÃO HEREDITÁRIA; no qual também há um substancial estudo sobre CRIMES DOLOSOS CONTRA A VIDA e a necessidade do controle de ARMAS de DESTRUIÇÃO, endereço http://www.maldicaosatanasepessoas.blogspot.com ─ no qual abordo com detalhes, a legitimação cristã para a PENA DE MORTE ─, que está contido num estudo profundo sobre Teologia; que vale a pena ler lido, estudado, e tomarmos posição de influir junto ao Legislativo (nós, sociedade) na direção de que seja mudado o nosso ultrapassado Código Penal e de Execuções.
    Atenciosamente JORGE VIDAL

Trackbacks

N�o existem trackbacks