Eleições 2010: Dilma acusa Serra de privatizar estatais; tucano fala sobre escândalos

serra-dilma

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, acusou seu adversário José Serra (PSDB) durante o horário eleitoral na TV na noite desta quinta-feira (14), de querer privatizar a Petrobras e o pré-sal. A candidata disse que privatizar a estatal é “crime”.

“Desde já eu afirmo a minha posição. É um crime privatizar a Petrobras e o pré-sal. Eu afirmo isso porque o principal assessor do candidato Serra para a área de minas e energias disse que vai privatizar a Petrobras e o pré-sal. Essa é a principal diferença entre o nosso governo e a turma do contra. Eles só pensam em vender o patrimônio público”, disse a candidata.

No programa, a voz de um locutor afirmou que a Serra era o coordenador do programa de privatizações quando Fernando Henrique Cardoso era presidente. Logo em seguida, Dilma voltou a falar.

“Nem eu, nem ninguém é dono da verdade. Mas minha visão de governo é totalmente diferente da turma do contra. Eu acredito que as empresas públicas desempenham um papel fundamental no desenvolvimento do país. Enquanto eles [oposição] enfraqueceram o país, nos fizemos o contrário. Fortalecemos o Brasil”, afirmou.

No programa, foi exibida uma mensagem do presidente Luiz Inácio da Silva de apoio a Dilma.
“Hoje quando eu olho para trás e vejo como o Brasil mudou é até difícil explicar. Mudou tudo e estamos prontos para crescer como nunca crescemos antes. A gente percebe uma energia nova no país”, disse Lula.

Dilma ainda prometeu continuar a expansão da indústria naval, além de construir 6 mil creches e escolas, fazer 500 unidades de pronto-atendimento de saúde (Upas), distribuir gratuitamente medicamentos para pacientes que sofrem com hipertensão e diabetes. A candidata ainda prometeu a criação de 2 milhões de moradias populares.

Serra
O programa de José Serra (PSDB) começou com uma apresentadora falando que o tucano criou os medicamentos genéricos, o bolsa-alimentação e o seguro-desemprego. A apresentadora ainda disse que “Serra fez tudo sem escândalo, sem mensalão, sem Zé Dirceu, sem Erenice [Guerra]. Logo em seguida, Serra afirmou que o governante é o servidor mais poderoso do país.

“O presidente é o servidor público mais poderoso do país. Um governante não pode conviver com escândalos, com parentes. Eu vou estancar esse e outros desvios. Eu vou aplicar esse recurso em mais Bolsa-Família. E vou fazer isso com honestidade de propósitos”, afirmou o candidato.

O programa ainda afirmou que o novo presidente precisa “respeitar a maior riqueza do país que é o meio ambiente”. Serra retornou sua fala falando das obras que precisam ser feitas para a Copa do Mundo e Olimpíadas. E afirmou que nenhuma obra ainda foi iniciada.

“A Copa e a Olimpíada vem aí. Vamos ter de fazer muitas obras em regiões. Até agora não foi começada nenhuma”.

Em seu programa, o tucano prometeu a ampliação dos portos, duplicação e melhoria nas estradas como a BR-160 em Goiás e a BR-381, em Minas Gerais. Serra também prometeu a construção de novos aeroportos, como os de Goiânia, Cuiabá e Porto Seguro. Serra também prometeu investimentos em Saneamento Básico.

“Nos últimos oito anos não foi feito quase nada nesta área. E ainda aumentam imposto para saneamento”, disse.

fonte: G1


Tags: , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email

Comentários

  • agustinho sousa de aguiar disse:

    oque eu penso sobre isso que e verdade e ilegal privatizar a pretrobas e o pre-sal mesmo podendo ou n podendo ajudar o povo mas tanben a dilma deveria ficar quieta na dela
    e aco a dilma n divia cer elita mas agora ja era